1 de março de 2011

Aventura garantida

Há uns tempos que não me metia num autocarro da Resende, ainda para mais gratuito (o que significa que são afectados para este serviço os trambolhos mais podres da empresa).
Para quem não conhece, os transportes Resende são conhecidos por: chover lá dentro, terem fumo preto a sair da traseira, andarem de portas abertas por problemas automáticos, chiarem sempre que travam e andarem sobrelotados em hora de ponta. Pelo menos foi pelas experiências que passei e acho que me estou a esquecer de algumas.
Então ontem, como o meu bolinhas está na oficina, lá fui eu para a paragem esperar pelo super transporte gratuito. Eu já ia com medo só de ter que entrar dentro daquela "geringonça", mas até que essa parte correu bem. Pior foi quando a carripana começa a tremelicar por todos os lados e eu vejo a motorista agarrar-se ao volante como se não houvesse amanhã. E é neste momento que se instala o pânico. Um senhor diz que as suspensões estão "F~$%##". Um velhinho assustado diz que podemos ter um acidente. Uma senhora velhinha diz que se o outro senhor não falasse das suspensões ela achava que ia morrer. Depois discutem de quem é a culpa. E entretanto estávamos são e salvos na paragem de destino.
E foi assim, uma viagem de 10 minutos dentro de um autocarro da Resende gerou mais pânico que uma aterragem no Funchal em dias maus!

1 comentário:

  1. Estas pessoas que não estão habituadas aos transportes... mariquinhas.... lolololol
    Viajavas na ARRIVA e tinhas um serviço com qualidade...

    ResponderEliminar