23 de maio de 2011

O ballet é duro

Hoje foi dia de levar as novas bailarinas a passear. Pretty, pretty, pretty....e que ainda aleijam os meus dedinhos. C'um caneco! Vou dar-lhes mais duas oportunidades.
Mas tal como no ballet, por detrás da beleza dos movimentos está sempre o sofrimento e o trabalho árduo. Lembro-me que quando era pequena gostava de ter ido para o ballet. Uns anos mais tarde, quando estava nas aulas de música, uma amiga que frequentava as aulas de ballet mostrou-me as feridas nos pés resultantes das pontas em gesso. Pensei 2 vezes e dediquei-me a outros desportos colectivos.





Sem comentários:

Enviar um comentário