3 de junho de 2011

Eu ando de metro e adoro 2

Depois do almoço as pessoas procuram sempre um momento relax e muitos aproveitam o metro para isso mesmo. A única conversa que ouvi foi de dois tipos do leste. Como o cheiro não era propriamente dos mais agradáveis, até olhei de esguia para ver quem tinha chegado perto de mim. Que ar sinistro, tão sinistro que até me aprocheguei de um miúdo com tendência para guna só para não ficar tão perto dos dois mafiosos.
Finalmente estava a chegar à estação-destino e de repente um deles fala "português".
"Aguiora vou almociar com iesta sinhoria". Que cromos (pensei eu)
Mas depois não é que o tipo aproxima-se e dirige-se a mim?!
"Já almociou sinhoria?"
Bendita estação de metro. Tínhamos acabado de chegar. Eu só carreguei no botão para abrir a porta e dei corda aos sapatos (até porque já estava um pouco atrasada). Poderia ter levado esta situação como um piropo ou algo do género, mas depois de ter visto o ar assustador dos dois, achei aquilo um acto de violência psicológica.
Medo, muito medo!

Sem comentários:

Enviar um comentário