24 de novembro de 2011

Como me irritarem logo pela manhã

Hoje foi dia de pegar no carro para me deslocar para o trabalho. A viagem é curta. 5 minutos a correr bem. Mas mesmo uma viagem tão curta pode ter tantas ou mais complicações do que uma deslocação mais demorada. Para isso basta:

- ter pela frente um reformado "domingueiro", em pleno dia da semana;

- esse "domingueiro" parar a 10 metros do carro que vai à sua frente (mesmo parecendo que não, esta situação pode complicar bastante a vida a quem vai atrás);

- o mesmo "domingueiro" parar de repente sem aviso prévio (sem dar o pisca) e ainda querer fazer marcha atrás para estacionar num lugar que ficou de vago (mesmo que tenha  uma fila enorme atrás de si);

- e não é que o "domingueiro" fez mesmo marcha atrás e estava quase a cheirar a frente do meu carro!?!?!?!;

- ter que aturar um "domingueiro" a esbracejar por eu ter buzinado (ensinaram-me no código que se deve buzinar em caso de perigo eminente e foi o que eu fiz);

- após conhecer do que o "domingueiro" é capaz, e porque também havia fila em sentido contrário, esperar que estacione o carro pois ele era mesmo perigoso;

- perceber que havia pessoas impertinentes que queriam passar à frente da fila e decidiram ultrapassar, mesmo sem ter espaço para o fazer (era só esperar mais 15 segundos para o "domingueiro" entrar 2/3 no lugar de estacionamento);

- olhar para o lado com cara de gozo/desaprovação, pois alguém estava a tentar ultrapassar os carros que esperavam que o "domingueiro" fizesse a manobra;

- perceber que a pessoa que estava no carro ao meu lado e ao qual eu estava prestes a buzinar era um polícia;

- continuar a rir-me com cara de gozo/incredulidade para o polícia;

- e depois o polícia acelera com direito a fumo e tudo e a história acaba aqui!

Falei sozinha durante uns minutos e depois consegui reduzir a minha irritabilidade!

Sem comentários:

Enviar um comentário