16 de março de 2012

Nadar com velhinhos

Ir à natação logo pela fresca (como quem diz, estar a molhar o corpinho às 8h00) é deveras uma experiência muito para além do exercício físico. Tudo começa, porque a maioria das pessoas que frequenta a piscina logo pela matina e durante a semana é maioritariamente gente com bastante experiência de vida: os velhinhos!
Se existem 2 pistas para as aulas livres e numa estão 5 pessoas velhinhas (e eu também, porque quando cheguei não estava ninguém) e noutra 2 mais novas, o velhinho que chega vai para a que tem mais gente! Lá estou eu a mudar de pista, pois aquilo começa a ficar 'intransitável'. Ora porque o velhinho nada devar devagarinho, ou porque nada de costas com os dois braços ao mesmo tempo e ocupa a piscina toda, ora porque anda aos ziguezagues e tenho que contornar obstáculos, ou ainda porque começa a fazer elevações na prancha de partida!
Depois vem a parte do duche e do balneário!
Conversa n.º1: os netinhos. Que já comem papa, que ontem quiseram dar os primeiros passos, que a mãe é muito protectora....
Conversa n.º2: o hospital e a saúde. Teve que ficar internada no hospital pela 2ª vez, o marido está gordo e precisa de exercício, faz bem praticar desporto em qualquer idade e elas são o exemplo disso...
Conversa n.º3: colheitas e cultivo. A D. X já começou a semear a batata, este ano a couve não vai pegar, o granizo que ainda está para chegar vai estragar tudo....
E assim se passa a primeira hora acordada e a tentar não engolir muitos pirolitos na piscina!

1 comentário: