12 de setembro de 2012

Quando as coisas não ficam como queremos

O casório dos amigalhaços já passou e a minha estratégia para ficar com a barriguinha antiga falhou redondamente. A cinta foi a minha aliada e mesmo assim acho que devia ter optado por outro vestido do guarda-roupa! Acredito que para as pessoas que sabiam que acabei de ser mãe até podia estar muito benzinho, mas eu senti-me mal praticamente a festa toda e o arrependimento pela opção tomada foi aumentando ao longo do dia.
E para acrescentar à festa, a minha cabeleireira não fez o penteado que eu tinha idealizado. Eu estava uma verdadeira azeiteirola (apesar da minha mãe dizer que o penteado ficou bem sim senhora!).
Hoje chego à conclusão que um vestidinho mais "esconde-esconde-barriga" / "disfarça-disfarça-barriga" e um penteado muito simples (cabelo esticado e solto) teriam sido melhores opções. Safou-se a parte de trás do vestido e a maquilhagem na Perfumes&Companhia.
Mas o mais importante foi ver os noivos felizes. Ahhhh, e também ter passado uma tarde de corte e costura com as minhas amigas.
Aqui ficam as provas. Eu hei-de conseguir vestir este vestido sem cinta e com barriguinha lisa!!!!!!!



Vestido Zara
Cltuch Uterque
Sandálias Zara
Brincos Pedra Dura
Pulseira México

3 comentários:

  1. Sim nota-se ali um pouco de barriga mas não acho que esteja horrível, pelo contrário acho que ficaste muito bem!! De qualquer forma eu entendo o que é isso de nos sentir-mos mal o dia todo e quando estamos assim ninguém nos diga o contrário... quanto ao cabelo pareceu-me bem assim de lado! De qualquer forma já passou e há que seguir em frente, para a próxima já sabemos os riscos que não queremos correr ;D
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Essa mini-barriga?! Sei que nos devemos guiar por nós próprias e sem comparações, mas a maior parte das pessoas com um vestido justo fica com uma barriguita e isso que aí tens não é nada, especialmente para quem há pouco tempo teve um filhote!! A minha deve ser maior! :p

    ResponderEliminar
  3. para quem acabou de ser mãe, estás muito bem, mas sim, podias ter optado por outra coisa.

    ResponderEliminar