8 de janeiro de 2013

Dias assim

Depois de um dia de trabalho soube bem ir jantar fora com o maridão. Local calmo e agradável com musiquinha jazz. Vela acesa na mesa e uma fatia gigantesca de bolo de chocolate para sobremesa.
Hora de ir buscar o Baby Boy, que chegou a casa cheio de energia para a brincadeira. Pijama vestido e último leitinho e está na horinha de ir dormir. Ainda há tempo para a hora da história, que ele tanto adora. Deixá-lo na caminha dele e deitar-me na minha é dos momentos que mais aprecio. E depois como presente o Baby Boy dorme que nem um anjinho a noite toda.
O maridão decidiu fazer uma experiência: levantar-se cedo (muito ceeeeeedo) e ir correr com um amigo. Quando ele volta é hora de me vestir para depois ir acordar o Baby Boy. E ele dá aquele sorriso enorme e delicioso e eu sinto-me novamente preparada para mais um dia. A meio da manhã já estou a cair pelos cantos! Não era suposto eu andar mais fresca quando ele dorme a noite toda?! Parece que as coisas não são assim tão lineares.
Apesar de poder parecer estranho, dias assim enchem-me o coração!

2 comentários:

  1. que maravilha de momentos!

    ResponderEliminar
  2. Eu costumo dizer que preciso de pouco para ser feliz e esse "pouco" é que a minha filha ande bem e feliz.
    A minha normalmente também dorme a noite toda e é tão bom!

    ResponderEliminar