7 de maio de 2013

O batizado propriamente dito

O dia não podia ter começado melhor. Depois do Baby Boy (a estrela do dia) ter bebido o seu leitinho não quis mais adormecer. Ainda tentei forçar o soninho, mas arriscava-me a tornar o início da manhã num filme de terror. Comecei então a preparar-me para o que pudesse vir a seguir: miúdo mais irrequieto durante toda a manhã!
Depois foi sempre a correr. Não vale a pena pensar que vai ser tudo uma calmaria, porque no dia há sempre muito stress (principalmente eu que gosto de cumprir horários!). Até a escolha dos brincos teve que ser feita no carro, já a caminho da igreja.
Antes da cerimónia começar passei a máquina fotográfica a um dos meus irmãos e a seguir mirei um fotógrafo com ar decente e pedi-lhe o favorzinho de tirar uma ou duas fotos profissionais ao meu menino (ele fez o registo fotográfico de toda a cerimónia..... espectáculo...e já enviou as provas para escolhermos!!!).
Agora vamos ao "durante a cerimónia". Foi uma excitação. Baby Boy acenava a toda a gente, fazia sapatiado, dava gritinhos quando via o tio "fotógrafo", quis por várias vezes arrancar o chapéuzinho da menina que estava ao nosso lado, fez-me um foguete nas meias com o seus primeiros sapatos de sola, andou a saltar de colo em colo e adorava estar de pé em cima da cadeira a olhar para a plateia que assistia à missa. Na hora do padre benzê-lo, Baby Boy tentava afastar a mão do senhor, mas quando foi para colocar a água na cabeça nem um protesto! Devia estar a pensar: "Vamos tomar banho? Onde está o meu patinho amarelo?!". Ficou a observar a água a cair da cabeça e pela cara dele tinha continuado o resto da cerimónia na pia batismal.
O resto do dia continuou em nossa casa com a família. Muitas conversas, muitas brincadeiras com direito a galo na cabeça e um dia muito bom para estar no jardim. O bolo feito pelos papás (e decorado pela mamã) foi um sucesso, mas prometo que o próximo vai ficar bem melhor. A festa prolongou-se até à noite e no final estávamos exaustos, mas com a sensação de que todo o esforço valeu a pena.


Vestido Pedro del Hierro
Sapatos Blanco
(falta a clutch para completar o modelito)
Casaco Laranjinha
Fofo Laranjinha
Meias Laranjinha
Sapatos Conguitos

O bolo caseirinho  - bolo de chocolate com recheio e cobertura de natas e queijo mascarpone (com os sapatinhos feitos pela bisavó em cima de pasta de açúcar).
O leite creme que estava divinal.
A laranja e manga merengadas que foram um fiasco.

A minha vela low cost (vela 1,50€ - anjinho Natura Pura 1,90€ - fita azul oferecida pela senhora da retrosaria).
A toalha de batismo do papá com as inicias da avó.
A mantinha Natura Pura com o nome do Baby Boy oferecida à nascença pelo tio Zé.




5 comentários:

  1. Aí que ele estava tão amoroooso! Só apetece apertar!

    ResponderEliminar
  2. que linda que estavas! Ele é mesmo giro!

    ResponderEliminar
  3. Estava tudo impec, mas o mais impec de todos é esse meu "sobrinho do coração"! :D

    ResponderEliminar
  4. Que mimo esse batizado e tantas caras larocas. :D O bolo estava lindo!
    A estrela da festa, o V., estava lindo e fotogénico como sempre, mas a mãe também estava uma gata com pernas de 1,5 m de altura. :))

    ResponderEliminar
  5. Estavam lindos!!!
    O teu vestido é muito giro e ficaste mesmo bem, o baby boy, nem se fala...
    O bolo tem um óptimo aspecto e estava tão lindo...
    Reparei que a igreja é muito bonita!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar