3 de setembro de 2014

Twin brothers

Nunca soube o que é ter um irmão, pois quando tive foram logo dois ao mesmo tempo. Muitas vezes perguntam-me como é ser irmã de gémeos. Nunca sei muito bem o que dizer, sempre foi assim. Temos a sorte de ser muito unidos e às vezes, quando estamos todos juntos em casa dos nossos pais, ainda nos comportamos como verdadeiros adolescentes. Reclamamos porque aquele é sempre o primeiro ou porque para o outro fazem sempre as vontades. Já fazemos isto em jeito de brincadeira e a lembrar outros tempos. Quando éramos bem pequeninos eu ficava sempre a perder, apesar de ser a mais velha. Eles eram dois e eu não tinha grandes hipóteses de me defender....e no minuto seguinte já estávamos amigos outra vez. Fui cúmplice de muitas partidas típicas dos gémeos e isso também fortaleceu a nossa relação como irmãos.  A minha mãe vestia-os sempre de igual (ou então com peças iguais mas cores diferentes) e quando íamos a festas íamos os 3 a condizer. Lembro-me de termos mais ou menos a mesma altura (sim, porque agora eles são bem mais altos que eu), e numas dessas festas nos perguntarem se éramos trigémeos. Temos diferença de 2 anos, mas para mim eles serão sempre os caçulinhas. Nem com a chegada dos 30 anos eu os consigo ver como trintões e se calhar o ar de adolescentes que ainda têm também não ajuda nada.
Para assinalar o dia (que foi durante a semana), preparei um jantar e um bolo bem simples. Eles gostaram e foi mais um pretexto para estarmos todos juntos. Estes momentos em família são sempre divertidos e com grande confusão (ainda para mais agora com o Baby Boy a ajudar à festa), que às vezes até parece véspera de Natal.
Para eles escolhi o azul e branco e o bolo era de cenoura com cobertura e recheio de creme queijo (mascarpone com natas). Ainda tive a sorte de encontrar umas sacas giras a combinar para colocar o presente de aniversário (à última da hora lembrei-me que não tinha papel de embrulho e aproveitei que estava no supermercado para ver o que havia). Ainda não foi desta que consegui encontrar coisas diferentes para os dois!






6 comentários:

  1. Oh, que giro :) deve ser giríssimo! Deviam ficar super giros os 3!
    Eu sou a do meio; tenho um irmão mais novo e uma irmã mais velha e também adoro a nossa grande família. As festas também são sempre momentos de grande confusão e gargalhadas, até porque a minha irmã agora tem, não um, mas dois meninos (um de 4 anos e um de 5 mesinhos). É uma alegria!
    Parabéns ao manos :)

    Beijinho
    Espelho da Isabel Blog
    Facebook :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Acho que os irmãos são sempre um ponto de apoio familiar muito forte :) Eu adoro os meus :) Nunca mais tenho sobrinhos, seria espetacular aumentar ainda mais a família :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. São gémeos idênticos? Devia ser o máximo as brincadeiras em pequenos... Mas a mana mais velha devia ter muito que aturar! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miú. São gémeos falsos, mas até àadolescência eram muito parecidos (nem os meus pais os distinguiam). Aturei muito e também me diverti muito com eles. Mas regra geral, quando éramos mais pequenos, eles brincavam mais entre eles e divertiam-se a desmembrar as minhas bonecas.....snif snif.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Deve ser super engraçado ter irmãos gemeos!! Parabéns a eles! Também estou a dias de entrar nos "intas" :/ Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Liliana :) Quando éramos mais novos era mais engraçado porque eu muitas vezes participava nas brincadeiras deles, daquelas típicas de gémeos. E parabéns mais uma vez pelos 30, é uma boa idade :)
      Beijinhos

      Eliminar