12 de maio de 2015

Take it easy

E no dia em que completei 30 semanas de gravidez, uma forte dor lombar levou-me ao hospital. Fiquei preocupada, mas depois de vários exames a recomendação foi descanso, nada de esforços e trabalho para esquecer. A dor é muscular (as típicas dor de costas pelas quais muitas grávidas passam) e um colo do útero curto. Passei o fim de semana medicada e em repouso, apenas com duas saídas para arejar. Confesso que andei ali a vaguear entre o preocupada e "o que nos vai acontecer?!". Comecei também a rever mentalmente o que falta, não vá alguma coisa precipitar-se. Afinal ainda tenho muito trabalho pela frente. Esta semana tenho que começar a tratar de tudo!
Felizmente fui novamente avaliada, agora pelo meu obstreta, e está tudo normal para o tempo de gravidez. As dores são normais e vão ser assim até ao fim (OMG!!!), a rapariga - que ainda não tem nome - está ótima e bem ativa, dado o nível de porrada que ela me dá todos os dias com os seus movimentos, e o colo do útero para já não é de preocupar (e para quem está dentro do assunto, está bem fechadinho).
Voltei ao trabalho e a partir daqui recomenda-se uma vida zen, sem stress e de forma tranquila. Para quem já tem um filho que também precisa de muita atenção é complicado gerir o zen/criança de 2 anos. A ajuda dos avós tem sido muito importante, mas ele também precisa dos pais. Vamos tentando equilibrar!
Depois deste episódio arrependo-me de uma coisa. Exercício. Não que fosse a falta dele que resultou nestas dores de costas, mas acredito que quando estamos em forma há mais probabilidades de levar uma gravidez mais tranquila. Umas aulas de hidroginástica, umas idas à natação, caminhadas mais frequentes (não as 3 caminhadas que fiz nestes 7 meses), tudo isso são benefícios para uma grávida.
Agora é andar calma e preparar tudo o que é preciso para daqui a 2 meses receber a Baby Girl.

Slow down mummy!!!!!!

Imagens retiradas do Pinterest

2 comentários:

  1. Calma. Tudo se compõe....
    Sim, também concordo que o exercício ajuda.... tenho essa ideia, quando estava grávida fiz muitas caminhadas, quase todos os dias, e acho que isso me ajudou no parto... foi um parto rápido...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. É tudo muito relativo. Eu não fiz exercício nenhum (sou uma preguiçosa para coisas de desporto) e nunca tive problemas lombares ou musculares, em nenhuma das duas gravidezes...

    ResponderEliminar