30 de junho de 2015

Instacasa e 37 semanas

Isto anda parado por minha culpa. Não tenho tido vontade de escrever, talvez porque não tenha muitas coisas para contar agora que ando mais por casa, em modo stand by. E nem sequer na máquina fotográfica tenho pegado para ir registando alguns momentos. De vez em quando lá vou publicando umas fotos no instagram, mas pouco mais do que isso.
Desde o início do mês que ando mais por casa, sem horários a cumprir e com menos stress (nas horas em que o Baby Boy está na escola, claro!). Tenho aproveitado para descansar, ultimar os preparativos para a chegada da Baby Girl e pouco mais do que isso. O cansaço destas últimas semanas de gravidez e agora a constipação de todos cá em casa têm-me deixado um pouco mais abalada, sem vontade nenhuma para fazer o que quer que seja.
Também tenho espreitado alguns saldos. Não todos os que queria, mas aos pouquinhos lá vou encontrando peças que já tinha debaixo de olho e agora a um preço bem mais convidativo.


P.S. Qualidade péssima das imagens, eu sei :(

As consultas no obstetra têm sido sempre uma incógnita, pois nunca sei com que notícias vou de lá sair. A bebé está ótima e com um bom peso (já acima dos 3kg), já tenho dilatação, já sinto algumas contrações mas até agora nada. Vou a meio das 37 semanas (apesar de na ecografia morfológica já estar com 38.....) e o meu médico vai de férias 15 dias, o que na verdade me deixa um pouco apreensiva. Sei que me encaminhou para colegas da sua confiança e que tudo vai correr bem mesmo ele não estando, mas quando temos ao nosso lado um profissional que conhecemos há bastante tempo e em quem confiamos é sempre bem melhor.
Agora é esperar pelos sinais evidentes que me levarão ao hospital, para finalmente conhecer a Inês.



19 de junho de 2015

Ser mãe também é...

... levar o Baby Boy à escolinha, ver uma menina cumprimentá-lo com um enorme abraço, o primo a chamá-lo, mais uns amigos a virem buscá-lo à entrada contentes por o verem e depois, no meio de tantas cabeças pequeninas, ele sorri para mim, aponta e diz bem alto "olhem a minha mamã"!!!
OMG, o meu coração parece que explodiu de tão cheio que ficou ;)

14 de junho de 2015

Uma festa muito aconchegante

Andei eu a preparar uma festa de verão para depois o sábado nos brindar com chuva e frio!!!!! Não foi por isso que o Baby Boy deixou de se divertir, mas o certo é que podendo aproveitar o nosso jardim seria muito mais agradável e mais espaçoso para os miúdos. 
A festa foi do mais simples que há. Menos pessoas que nos anos anteriores, o que deu margem para falar com todos calmamente. As decorações, essas, foram as mínimas e indispensáveis: uma vela do Faísca num bolo caseiro, uns copos alusivos ao tema para os miúdos e uma cortina de balões para dar um ar mais festivo. A cara de alegria do Baby Boy assim que viu a vela do Faísca deu-me uma lição, mais uma vez. Para quê tantos ornamentos se eles ficam contentes com o mais simples?! Claro que gosto de festas bem decoradas, pensadas com pormenores engraçados (assim que voltar à minha melhor forma volto às festas com mais detalhes), mas não haja dúvida que é mais para nós adultos que para eles crianças.
As fotos ficaram esquecidas, mas a correria e alegria na cara das crianças vale mais que muitas imagens. Apenas tirei uma ou outra e depois nunca mais peguei na máquina.
A ementa não foi contestada e acho que não estava nada má. Deixo aqui algumas sugestões: massa fria de fusilli tricolor com atum, cubos de fiambre e azeitonas, salsichas pequenas, tomate cherry, caldo verde (pensado à última hora  para aquecer uma noite fria), patê de atum caseiro com tostinhas integrais, morangos e melancia cortados para ser mais fácil comer, chá frio de frutos vermelhos com canela e hortelã...... Para os mais novos tinha uma massa à bolonhesa para a hora de jantar, já que normalmente todos gostam. 
Apesar de ter sido uma festa pequena dá sempre trabalho, mas aqui o meu marido e os tios meteram mãos à obra e ajudaram imenso.




O delírio foi com as prendas. Não cabia de contente sempre que a campainha tocava só para ver que prenda ia chegar (interesseiro este meu filho!). Não interessava quem era, desde que trouxesse uma saca na mão, era bem-vindo. Agora o canto da sala destinado aos brinquedos parece que teve uma revolução pós-Natal. Acho que está a precisar de uma revisão aqui da mamã. Ou fica, ou vai para o lixo (alguns já nem sei bem o que são), ou vai para uma instituição.


13 de junho de 2015

O amor está nas coisas simples

O Baby Boy fez 3 anos e nós, como pais, queremos sempre proporcionar um dia diferente e especial. Decidimos que ele não ia ao infantário para podermos passar o dia juntos e pensámos em alguns programas giros, apesar da minha condição não permitir grandes saídas.
Depois de acordar nem tivemos tempo de preparar nada, pois o pequenote estava desejoso de ver o filme Cars. E assim passou a manhã, os três no sofá colados ao ecrã. O almoço tinha que ser o que ele gosta e que também não faz assim muito bem. Mas o dia era dele e uma vez não são vezes: batata frita com arroz e salsichas.
De tarde houve um bolo para os parabéns a três (comprado, é certo.....mas não consegui fazer um melhor), brincadeira com os tios e ainda jantar em família com mais um bolo surpresa.
Foi um dia muito caseiro, muito simples, mas com muito amor. E só o facto de ouvir o Baby Boy dizer "a minha festa foi espantosa e diverti-me muito" - este miúdo surpreende-me todos os dias - encheu-me o coração e bastou para saber que foi um dia feliz :)




10 de junho de 2015

Vamos à festa

Confesso que a disposição para preparar o que quer que seja em casa é quase nula (em casa ou qualquer lado), mas como não posso (nem devo) deixar passar os 3 anos do meu mais que fofo Baby Boy decidi colocar mãos à obra. Desta vez há menos disponibilidade, pelo que passear horas pelo shopping ou andar a saltar de loja em loja da cidade já não fazem parte dos meus passatempos. O computador e a internet têm sido os meus melhores amigos para tentar organizar alguma coisa de jeito.
O tema é indiscutível. Desde janeiro que anda a pedir um bolo do Faísca.
Vai ser uma festa mais familiar, muito simples, com a decoração essencial para se ver o tão desejado carro vermelho. Com o que tenho em casa e algumas (poucas) coisas que é preciso comprar acho que consigo safar-me.
Lanche ajantarado pareceu a melhor solução, pois estes dias têm sido de muito calor e o final da tarde/noite são bem mais agradáveis, sobretudo no nosso jardim. Hoje, só para contrariar, está frio e dão previsão de chuva para os próximo dias.....!!!! Mas arranja-se sempre solução. Se tiver que ser dentro de casa, assim será.
Restam-me três dias para preparar tudo, mas no fim, o mais importante, é que o Baby Boy se divirta!

Imagens retiradas do Pinterest

3 de junho de 2015

O roupeiro da Baby Girl

Depois de dois dias com dores de costas enquanto trabalhava, decidi antecipar as férias e já estou no merecido descanso. Sou daquelas que acha que trabalhar até ao final só ajuda a distrair e a estar ocupada, mas o certo é que já era um suplício cumprir horários, subir tantas escadas e a concentração também já não era a mesma. Isto para não falar nas dores de costas que me davam durante longos períodos. Assim que entro de férias uma má disposição bateu à porta e ando a dieta.
Agora já me sinto melhor e começo a preparar muito lentamente o que ainda falta para a chegada da Baby Girl. Ainda me espera um mês e meio de gravidez (assim o desejo!), mas com esta antecedência posso ir fazendo tudo nas calmas e aos bocadinhos de cada vez.
Entre coisas novas, oferecidas e emprestadas, eu bem que tento fugir ao rosa, mas é praticamente impossível. No entanto, acho que está a ficar tudo um amor.


Tapa fraldas DOT num verde água lindo (não resisti)
Cueiro Knot

Muito provavelmente a primeira roupinha