12 de agosto de 2015

No hospital

Os posts agora têm tendência a convergir para esta nova fase da minha vida: mãe de duas crianças. E começando pelos primeiros dias de Baby Girl venho falar-vos do hospital. Já se sabe que existem diferenças entre hospitais públicos e hospitais privados. Eu frequento os dois e vejo bem que há vantagens e desvantagens nos dois sítios. Quanto a isto acho que cabe a cada um ponderar todos os fatores e decidir o que for melhor para a sua situação.
Quando engravidei novamente voltei a questionar-me onde queria que o parto se realizasse. Felizmente moro praticamente ao lado de vários hospitais, quer públicos como privados e em menos de 5 minutos consigo chegar a pelo menos três. O meu obstetra também trabalha quer no público como no privado. O "problema" estava no estar acompanhada, sobretudo de noite, o que só é possível no privado. Ter alguém comigo, nomeadamente o meu marido, era muito importante, pois da primeira vez senti falta de algum apoio no horário noturno (num hospital público). Mas assim que recebi a notícia que o hospital público da minha área de residência e onde trabalha o meu obstetra tinha iniciado a permissão dos pais 24h/24h acho que nem hesitei. Para além disso é um hospital amigo dos bebés, o que significa que nos dão todo o apoio necessário nas questões da amamentação (algo que não correu bem da primeira vez e que queria tentar novamente).
E assim foi, a Baby Girl nasceu num hospital público, onde fomos muito bem recebidos e orientados, desde o bloco de partos ao internamento; onde tive o meu marido sempre comigo; onde me apoiaram e ajudaram nas primeiras horas com a amamentação; onde tive a sorte de estarem poucas mamãs e por isso ficarmos num quarto só para nós (e onde normalmente estão duas mamãs). Posso dizer que tive uma experiência muiiiiito positiva e sempre acompanhada por ótimos profissionais. Mais não podia pedir.
E para quem tem dúvidas onde ter o seu bebé, o melhor é informar-se sempre de todas as condições de cada hospital e decidir pelo sítio que lhe transmita mais segurança e tranquilidade.


A preparar a chegada da Inês.
A preparar o nosso regresso a casa.


Sem comentários:

Enviar um comentário