13 de agosto de 2015

O regresso a casa

Os primeiros dias em casa com um recém nascido, mesmo sendo mãe pela segunda vez, são sempre um turbilhão de emoções. Acrescentando os baby blues e uma criança ainda pequena e temos dias intensos, cansativos e muito cheios, onde é preciso uma enorme dose de paciência e amor também. 
Como eu já sabia pelo que poderia passar, decidi ser mais ativa, para assim tentar contrariar os sentimentos menos bons. No dia a seguir ao regresso a casa, acordei pela fresca (que remédio!!!), tratei da Baby Girl e deixei-a sob vigilância do pai. Tomei um bom banho, escolhi um modelito giro (e compatível com a amamentação..........o que nem sempre é fácil) e fui comprar revistas. Sair de casa, encontrar os vizinhos e sentir o sol na cara fizeram-me maravilhas.
Desde então, arranjo-me sempre de manhã (maquilhagem incluída, mesmo que muito discreta), vou passear até ao jardim, vou comprar o pão, vou dar um passeio pelo bairro com o Baby Boy......aqui o que interessa é sair e espairecer. Inicialmente deixava a Baby Girl com o pai ou avós por uns minutos, mas agora ela também já nos acompanha. Até já demos um saltinho à praia, sempre com a bebé muito resguardada do sol, claro.
Mesmo assim passei por minutos de choro involuntário e senti que era uma pessoa muito infeliz sem motivo para tal. Parece estranho dizer isto, logo agora que a família aumentou e estamos todos bem!!! São momentos que também podem fazer parte do pós-parto e temos é que tentar minimizá-los, até passarem por completo.
Não faz sentido ficar em casa todo o dia, ainda para mais no verão. E depois também existe o Baby Boy, que precisa gastar energias ao ar livre. Neste momento ainda não domino amamentar em público, pelo que tento sair de casa logo após alimentar a Baby Girl e dou passeios mais curtos.
Tento fazer tudo aquilo que me faça sentir bem (e dentro do que é possível fazer com um recém-nascido) para passar esta fase o melhor possível. Apesar do foco serem os meus filhos, eu também tenho que estar feliz e de bem comigo mesma.
E se puder ajudar alguma mamã na mesma situação é a dica que deixo: não se descurem.....tratem de vocês, mesmo que seja para ficarem em casa, e saiam para um passeio sempre que possam. Vão sentir-se bem melhores!





1 comentário:

  1. Sem dúvida que sim!
    Também nunca fiquei fechada em casa.
    Isso de sair só com o bebé depois de um mês é treta! hehehe
    Os choros depois passam com o tempo ;)

    Beijinhos
    ocantinhocadecasa.blogspot.com

    ResponderEliminar