8 de fevereiro de 2016

À procura de novos desafios

Ainda estava grávida quando um grupo de amigas começou a participar em trails. Na altura não podia, por razões óbvias, mas sempre fiquei com o bichinho para experimentar. Como diziam que era uma prova exigente, deixei passar alguns meses pós-parto para me preparar melhor e não correr o risco de desistir ao primeiro quilómetro.
Para me motivar a treinar, ainda o ano passado, inscrevi-me num trail para fevereiro. Realizou-se ontem de manhã. Não falemos na preparação, porque acho que só corrida não conta e é o que de momento estou a conseguir fazer. Já para não falar que não ando a correr tantas vezes como queria. Ainda pensei desistir do mini-trail de 12km para o qual estava inscrita e passar para a caminhada dos 5km, mas assim nunca saberia como era uma prova destas e como ia em grupo há sempre outra motivação.
Começámos logo bem, sem aquecer NADA. Tiro de partida e lá vamos nós. Meio do mato, a subir e a descer e muitas partes com água e lama. E tendo em conta a chuva que caiu no sábado (que foi muita!!!) já podem imaginar o lamaçal que aquilo estava. No início tivemos logo que fazer uma subida muito acentuada e lonnnnnga, o que me levou a pensar duas coisas: "quando é que isto acaba" e "tão cedo não me vêm numa prova destas". Cada subida que eu fazia dava-me vontade de chamar alguém para me levar dali. Foi um massacre de subidas!!!!! O grupo auto-motivava-se, valeram-me as minhas super amigas. Mas nem tudo foi mau, também houve partes desafiantes que eu gostei mais, como andar em riachos (não é atravessar, é mesmo subir riacho acima), passar poças de lama e descer ribanceiras agarrada a árvores. Sem dúvida que a entre-ajuda entre todos os participantes foi espetacular, já para nem falar na organização que preparou tudo muito bem. Tínhamos vários elementos ao longo do percurso, havia um posto de abastecimento (com marmelada, banana, laranja, batata frita, bolachas, líquidos) com umas senhoras super simpáticas e no final ainda havia almoço.
Andámos 2h30 no meio do monte, com momentos muito exigentes e outros mais divertidos e de convívio. Tivemos que andar com cautela, saltar, trepar e correr. Para mim o mais difícil foram mesmo as subidas com bastante declive. Talvez participe noutro, mas ainda estou a "curar" o desgaste deste (aiiiiii as minhas coxas!!!!).
Para quem queira experimentar deixo alguns conselhos (de alguém que é leiga neste desporto e que fala pela experiência de apenas uma participação):
- esquecer impermeáveis (depois do segundo quilómetro ia morrendo de calor - e atenção que estava frio - e depois tive que andar com o casaco amarrado à cinta)
- comprar calçado específico, pois está pensado para o tipo de terreno que pisamos nestas provas (eu comprei o modelo mais barato da Decathlon e acho que se continuar a fazer esporadicamente este desporto dá perfeitamente)
- muito importante é comprar 2 números acima. Eu sei que parece ridículo, mas quem compra o número certo costuma queixar-se de unhas pisadas e pés desfeitos
- aquecer muito bem antes de começar e quando acabar não esquecer de alongar (eu não fiz nem uma, nem outra!!!!!)
- levar sempre uma muda de roupa porque saímos de lá imundas, precisamos mesmo de um banho
- de preferência ir em grupo, pois a componente de convívio ajuda a ultrapassar alguns desafios mais exigentes

Ficam aqui algumas fotos que tirei com o telemóvel. Não tive coragem de pegar nele nas situações potencialmente mais "perigosas", não fosse eu escorregar no riacho ou deixá-lo cair no meio da lama.....




1 comentário:

  1. Parece bem divertido, mas eu não aguentaria... :(

    ResponderEliminar