13 de maio de 2016

As borboletas da Inês

Maravilhosos talões de oferta. Sempre que ofereço um presente peço o talão de oferta e quando é ao contrário também gosto de ter essa possibilidade. A peça recebida pode já existir em nossa casa, pode não servir, pode não ser ao nosso gosto. Pode haver várias razões para ter que fazer uma troca. Eu não me importo nada que as pessoas vão trocar alguma coisa que eu tenha oferecido por outra mais ao seu género e espero que o mesmo se passe do lado de lá.
Foi o que aconteceu com um dos presentes de batizado da Inês. Nesta alturas há sempre a tendência para os bebés / crianças receberem peças de ourivesaria, o que se for o caso de ter que trocar é mais complicado. Ofereceram uma bolsa para guardar o boletim de saúde e como a Inês já tem tive que ir trocar por outra coisa. Como não sou muito fã de porta-chupetas, rocas, caixinhas e outras coisas em prata, optei por comprar uns brincos para quando a Inês furar as orelhas. São de ouro e têm um sistema de fecho que não magoa. São umas borboletinhas muito amorosas.
Agora vem a questão: e quando furar as orelhas à Baby Girl? Adoro brincos e adoro ver nas raparigas, mas em bebés tão pequenos.................nunca pensei seriamente no assunto. Se por um lado me dizem que nesta altura é mais fácil, por outro acho ainda muito precoce.
Para já vão ficar na caixinha, à espera que um dia a Inês peça para usar brincos.
Mães de meninas, como fizeram?! 


3 comentários:

  1. Eu só vou furar quando a Carminho pedir (e espero que não seja muito cedo). É uma dor que aos 3 anos não me parece compensar o benefício... :)

    Mas tenho uma amiga que aceitou o pedido da filha (com a mesma idade da C.) e ela adora ter brincos como a mamã ... :) Talvez a Inês também goste :)
    Beijinhos e boa semana,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, a mim faz-me confusão furarem muito bebés.......mas quando forem maiores vão ter mais recordações da dor (se for como no meu tempo e se a Inês sair a mim......aquilo dóiiiiii).
      Acho que é uma decisão sensata. Elas pedirem. Entretanto, espero não guardar tão bem os brincos que depois nem sei onde os meti!!!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Eu não critico quem o faz, mas eu seria incapaz de o fazer à minha filha. Se um dia ela pedir aí já será outra coisa :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar