15 de maio de 2017

13 de maio de 2017

Ainda a tentar digerir todas as emoções deste fim de semana. Para mim, o ponto mais alto foi a visita do Papa. Este Papa tão próximo de nós, tão atento, tão simples. Acompanhei praticamente todos os momentos pela televisão e fiquei um pouco arrependida de não ter ido a Fátima. Houve momentos em que me arrepiei e emocionei-me com tudo o que ouvia e via. Nem quero imaginar se lá tivesse estado. Obrigada Papa Francisco por tudo aquilo que nos transmite.
E ainda com as emoções de Fátima ao rubro, fiquei colada ao ecrã para apoiar o Salvador, no Festival da Canção. Muita magia. Não só a música linda e tão singela, mas também a forma como via todas as pessoas a senti-la. A parte do "twelve points" foi delírio total em casa (mesmo já com os miúdos a dormir e o Vicente a ressonar ao nosso lado...eheheh).
No domingo quisemos um tempo a dois, que é tão preciso e andamos a descurar essa parte. Brunch, passeio pela cidade, descanso na relva e muita conversa (a maior parte dela sobre os nossos filhos queridos...ahahaha...impossível desligar a 100%).

Posso resumir este fim de semana de grandes emoções a uma só palavra: SIMPLICIDADE. Tão simples ser feliz e ao mesmo tempo parece que tão difícil alcançá-la. Vou levar este ensinamento dos últimos dias para o resto da vida. Ser simples. Aproveitar os momentos. Descomplicar. Viver.

Sem comentários:

Enviar um comentário